Assuntos

Assuntos! #15

Para se inscrever ao VIII ENAPOL clique aqui

Desafios da clínica contemporânea

Nesta oportunidade, lhes oferecemos uma série de trabalhos que muito nos causam para o trabalho em direção aos Enredos familiares e as consequências na clínica atual.

O trabalho de Gladys Martínez, da NEL, nos permite pensar a violência e as segregações familiares apoiada nisso que de modo tão descarnado e cruamente nos mostra o filme Manchester sobre o mar, relato que também Nicolás Bousoño articula em sua leitura sobre a fraternidade discreta, recordando como - frente à falta de bússola contemporânea - o discurso analítico pode abrir a via da orientação fundamental do objeto a.

Por outro lado, Débora Ravinovich, María Rita Guimarães e José Fernando Velázquez nos introduzem vivamente nas Novas configurações familiares perguntando-se: O que é um pai, o que é uma mãe, o que são os irmãos, no contexto contemporâneo? Pois, frente às transformações das configurações familiares, determinadas pelos novos valores e crenças sobre os gozos agora possíveis pelo discurso do mercado e pela biotecnologia, pela incerteza generalizada, a falta de garantias e sustento dos modelos familiares tradicionais, esses papéis familiares se veem "renovados" em seu alcance e dimensão.

E algumas consequências no social, nos diz Maria Wilma Farias, são "…famílias intoxicadas", para se pensar também a clínica de hoje e as toxicomanias.

Também Gastón Cottino se pergunta acerca das formas com que certas instituições sanitárias ou de proteção dos direitos tentam suplantar, utopicamente, o familiar, reduzindo a operação de transmissão de uma lei.

Todos eles são trabalhos valiosos para pensar a operatividade do discurso analítico nos desafios que a clínica contemporânea nos apresenta, para procurar despontar, a cada vez, o sujeito e sua modalidade de gozo, e orientar-nos pelo real.

Claudia Lijtinstens
Responsável Córdoba VIII ENAPOL



 

O homem livre e a fraternidade discreta
Nicolás Bousoño

Esse excelente filme nos brinda com a oportunidade de abordar a área onde assuntos familiares se entrelaçam com os aspectos mais delicados e insondáveis do humano, essa área que nos ocupamos diariamente como analistas e que interessa, sobremaneira, ao próximo ENAPOL.

Uma pequena comunidade - Manchester by the sea, próxima de Boston, EUA – é o cenário onde se desenvolve uma tragédia moderna que articula fatalidade e contingência, um clássico em plena atualidade.

Leer más


O pai, a mãe, as parentalidades e o psicanalista

 

Fapol NEL NEL EBP