Livraria

La sospecha freudiana de Viviana Mozzi

La sospecha freudiana(Tres Haches, Buenos Aires, 2012)

La sospecha freudiana tem a vocação de ser um texto de leitura indispensável, não só para estudantes e professores, mas também para todos os estudiosos dos "dois retornos" de Lacan a Freud.

Nas conclusões, a autora, com um estilo preciso, rigoroso, ameno e permanentemente esclarecedor, propicia uma orientação para continuar a tarefa, dando conta daquilo que nos mesmos textos de Freud se destaca, não para ser ouvido, mas lido.

Esperamos os desenvolvimentos deste avanço promisor.

Osvaldo Delgado

"Freud afirma que a travessia de uma análise implica a produção de um efeito na economia libidinal de um sujeito e isso gera um estado que nunca existiu antes de forma espontânea: uma análise, finalmente, seria ter um encontro com o fato de a vida ser um disparate. Um analisado seria aquele em que houve uma comoção que implicará não mais viver de acordo com as teorias sexuais infantis. Tratar-se-ia da possibilidade de sair do pensamento que sempre tece histórias. Ali onde o pensamento falha, o corpo se satisfaz e acredito que é nessa satisfação que podemos falar do evento pulsional como acontecimento de corpo, à diferença dos acontecimentos de uma história. Em uma análise, se produz uma oposição entre a temporalidade centrada nos acontecimentos históricos e um outro tempo diferente: o acontecimento do próprio corpo".

Viviana Mozzi